Curiosidades

Origem da palavra Química

Acredita-se que a palavra Química se originou da palavra egípcia ‘Khemeia’, que por sua vez se originaria da palavra ‘kham’ (nome do país). Também poderia a palavra Química ter se originado da palavra grega ‘chyma’, que significa “fundir” ou “moldar” metais.

A palavra Química ficou definitivamente consagrada, e a ciência QUÍMICA foi definitivamente desligada da alquimia no século XVII pelo químico irlandês Robert Boyle ao publicar em 1661, seu livro intitulado: “The Sceptical Chymist” (O Químico Cético).

FONTE: Dicionário Etimológico – Gramática.net

 

Significado da palavra Química

Ciência que estuda a natureza e as propriedades dos corpos simples, a ação desses corpos uns sobre os outros e as combinações resultantes dessa ação.

  • Química biológica: ramo da Química que compreende o estudo das reações que se efetuam na intimidade dos tecidos orgânicos.
  • Química geral: estudo das leis relativas ao conjunto dos corpos químicos.
  • Química mineral: ramo da Química que estuda os metaloides, os metais e suas combinações.
  • Química orgânica: ramo da Química que compreende o estudo de todos os compostos do carbono.

FONTE: Dicionário Aurélio

 

Bússola e o magnetismo

O magnetismo é a capacidade que um objeto tem de atrair outros objetos, e a esses objetos damos o nome de ímãs. Não são apenas os ímãs que possuem magnetismo, mas também os objetos que são atraídos por ele.

A química pode explicar o fenômeno do magnetismo através das forças dipolo. Por exemplo, os materiais possuem dois diferentes polos, quando entram em contato com outros materiais, os polos iguais se repelem e os polos opostos se atraem.

Este fenômeno recebe a denominação de “dipolo magnético” e pode ser considerado uma grandeza. A força do ímã é determinada por essa grandeza. Os próprios átomos são considerados ímãs com polos norte e sul.

As bússolas trabalham com base no magnetismo, veja o processo de funcionamento:
O ímã se encontra no ponteiro das bússolas, este ímã estabelece ao seu redor um campo magnético;

Quando o ímã é situado em um campo de outro ímã, este tende a se alinhar ao campo de referência;

A Terra possui um campo magnético que funciona como referencial para o funcionamento da bússola.

FONTE: Uol – Mundo Educação

 

Quer aprender a construir uma bússola caseira? Clique aqui.

 

A origem do sabão

O processo para se obter o sabão é uma das mais antigas reações químicas. Há uma tese de que a sua origem foi a partir da prática de se ferver gordura animal contaminada com cinzas, uma espécie de coalho se forma durante o processo, esta seria uma das descobertas mais importantes da história.

Por volta do ano de 23-79 d.C, o historiador romano Plínio, o Velho, deixou registrado o método de obtenção do sabão duro e mole e, a partir do século XIII, iniciou-se a fabricação em larga escala.

Só alguns anos mais tarde, através do químico francês Michel-Eugène Chevreul (1786-1889), foi possível constatar que a formação do sabão se dava em virtude de uma reação química.

FONTE: Uol – Mundo Educação

 

Como funcionam as latinhas que resfriam em apenas segundos

As latinhas inteligentes criadas na Coreia do Sul são um tipo de aplicação muito interessante dos fenômenos físico-químicos de trocas de calor. Estas latas se aquecem ou se resfriam rapidamente. Usadas para refrigerantes e cerveja, elas gelam o produto em 15 segundos, sem precisar de geladeira.

Dentro da lata há uma serpentina cheia de gás carbônico sob alta pressão. Ao abrir a lata, o gás é liberado, acarretando um rápido resfriamento, que gela a bebida contida na lata. Existem também os recipientes que aquecem seu conteúdo. É usado em sopas, leite e café.

Esta ideia foi muito utilizada durante a Segunda Guerra Mundial, para fornecer comida quente aos soldados nos campos de batalha. Para o aquecimento, são usadas várias reações que liberam calor (exotérmicas), como:

CaO + H2O → Ca(OH)2
2 Al + Fe2O3 → Al2O3 + 2 Fe

FONTES: Uol / Mundo Educação – SOQ