Balanço do setor químico de 2016 e projetos comemorativos dos 60 anos do CRQ-III

A Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) divulgou o relatório sobre os resultados da indústria química em 2016. Apesar do cenário político e social contraditório no Brasil, o setor químico teve protagonismo, alcançando uma participação significativa na economia do país e no mundo.

O crescimento do faturamento líquido se manteve constante de 2009 até 2016, sendo que no último ano apresentou crescimento de 2,7% em reais em relação a 2015. Os segmentos da indústria química com maior destaque foram: Produtos Químicos de Uso Industrial (produtos inorgânicos, produtos orgânicos, resinas e elastômeros, produtos e preparados químicos diversos); Produtos Farmacêuticos; Fertilizantes; Higiene pessoal, perfumaria e cosméticos.

A participação da química no PIB total brasileiro em 2015 foi de 2,5%. Já o percentual no PIB Industrial foi de 10,4% – 3ª maior participação entre as indústrias de transformação. Outro dado interessante para analisarmos é a balança comercial, que apresentou um déficit menor que 2015 (US$ 22,1 bilhões).

Os números apresentados geram novas oportunidades de mercado para profissionais e empresas. Segundo um estudo inédito do SENAI, mais de 13 milhões de profissionais devem ser qualificados até 2020 para atender a demanda da indústria. O planejamento da instituição aponta os setores que mais dependerão de mão de obra qualificada: Petroquímica e Química (327.629), Alimentos (1,2 milhão), Meio Ambiente e Produção (2,4 milhões).

Em 2017, o Conselho Regional de Química – Terceira Região completa 60 anos de história. Desde nossa fundação, participamos efetivamente da evolução do setor fiscalizando profissionais e empresas. Com a Gestão Mudar para Crescer, neste ano comemorativo, ampliaremos nossa área de atuação através de projetos estratégicos para melhor integração entre empresas, instituições de ensino e profissionais. Reuniões para discussão de assuntos pertinentes ao setor, palestras em eventos acadêmicos, criação dos Comitês Temáticos, CRQ Itinerante e outras ações tornarão o Conselho um agente pró-ativo de transformação dos novos profissionais.

Isaac Plachta, Presidente do Conselho Regional de Química – Terceira Região

 

* Confira o Informativo do CRQ-III para saber mais sobre este e outros assuntos