CRQ Itinerante: uma iniciativa da Gestão Mudar para Crescer

Durante seis dias, o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (Cenpes), da Petrobras, recebeu a equipe do CRQ Itinerante. A nova iniciativa da Gestão Mudar para Crescer estende o atendimento do Conselho Regional de Química – Terceira Região para além das suas estruturas físicas. Dessa forma, os profissionais podem usufruir de serviços no seu próprio local de trabalho.

O objetivo é modernizar e agilizar o processamento de atendimento, além de esclarecer através de palestra o papel do Conselho. Atualmente, esta unidade da Petrobras é um dos complexos de pesquisa aplicada mais importantes do mundo. Para entender mais sobre as atividades desenvolvidas no Cenpes e os resultados do projeto CRQ Itinerante, convidamos Tatiana Barreto Maciel, Gerente Setorial de Recursos Humanos, para uma entrevista.

 

Quais são as atividades desenvolvidas no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes)?

O Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes) é o centro de pesquisas cativo da Petrobras, que tem como objetivos: desenvolver soluções tecnológicas para viabilizar o cumprimento do Plano de Negócios e Gestão, antecipar tendências e investir em rotas tecnológicas alinhadas ao Planejamento Estratégico. As principais atividades são desenvolvimento de projetos de P&D, atividades de assistências técnicas às áreas operacionais e atividades de gestão tecnológica.

As atividades de gestão tecnológica são realizadas de maneira compartilhada entre o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras – Cenpes, unidade onde se concentram as atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), e as áreas de negócios da companhia. Essa parceria nos permite expandir as mais variadas tecnologias, responder a mudanças de cenário e inovar. Assim, o trabalho começa no nosso Plano Estratégico que, aliado ao estudo das tendências tecnológicas e de cenários futuros, é desdobrado até o nível de projetos de P&D, definidos em conjunto pelo Cenpes e as áreas de negócio. É um modelo orientado para o trabalho integrado das nossas diversas áreas, proporcionando uma visão de conjunto que favorece a definição da melhor carteira de projetos para atender nossa estratégia.

Para o desenvolvimento de nossa carteira de projetos tecnológicos são realizadas atividades nos diversos laboratórios do Cenpes, simulações computacionais, reuniões, workshops, viagens a congressos, treinamentos etc. Além dos esforços internos, uma extensa rede de cooperação técnica com fornecedores, universidades nacionais e internacionais, instituições de pesquisa e clientes tem cumprido o papel de fortalecimento destes laços. Uma das atribuições do Cenpes é coordenar a articulação com a comunidade de Ciência & Tecnologia (C&T), identificando oportunidades de parcerias para o desenvolvimento tecnológico e incentivando a capacitação dessa comunidade nas áreas de conhecimento complementares ao sistema de gestão tecnológica da companhia.

Após e durante a implantação dos projetos de P&D nas áreas operacionais, os colaboradores realizam atividades de assistência técnicas, através de ensaios laboratoriais ou estudos realizados no Cenpes ou através de visitas às áreas de negócio para resolver problemas e implantar melhorias aos processos. Essas são atividades muito importantes pois contribuem para a solução de problemas operacionais, buscando ganhos de eficiência, otimização operacional e redução de custos.

 

Quantos profissionais colaboram para o sucesso do Cenpes? E quantos são do setor químico?

O quadro funcional do Cenpes conta, atualmente, com 1.410 empregados próprios e destes 470 são do setor químico.

 

Como o Setor de Recursos Humanos contribui para a regularização dos profissionais em seus respectivos Conselhos Regionais?

Relembrando-os da importância de estar regular com o seu Conselho de Classe. Todos os anos, no período de janeiro a março, a empresa envia orientações sobre regularização dos profissionais em seus respectivos Conselhos Regionais.

 

Qual é a importância da aproximação do Conselho Regional de Química – Terceira Região com as empresas por meio do CRQ Itinerante?

O dia a dia corrido da vida moderna e a quantidade de informações que temos que processar a cada minuto fazem com que o tempo pareça curto para tantas atividades e, diante desse cenário, provavelmente muitos empregados nunca tiveram contato com seu Conselho de Classe por evitar encaixar mais um deslocamento no seu dia e reduzir ainda mais o seu tempo. O CRQ Itinerante proporciona ao empregado a facilidade de ter o seu Conselho de Classe dentro do seu ambiente de trabalho, torna a relação empregado-entidade mais próxima e quebra o medo inicial que temos do que é desconhecido.

 

Como foi o retorno após a conclusão das atividades?

Acreditamos que foi uma iniciativa válida e que gerou uma proximidade dos profissionais do setor químico com o Conselho Regional. Os profissionais que atuam como representantes técnicos nesta unidade consideraram muito útil e proveitosa essa interação. Entendemos que essa iniciativa pode se tornar uma prática contínua entre CRQ e empresas, pois permite estreitar os laços e criar um vínculo entre CRQ e os profissionais.

 

Depoimentos de Profissionais

“Eu trabalho no Cenpes há 15 anos. Aqui, no CRQ Itinerante, pude fazer a substituição da cédula de identidade profissional. A iniciativa foi excelente. O Conselho facilitou o atendimento e evitou o deslocamento até o Centro do Rio de Janeiro.” – Álvaro Antônio Gomes da Silva

“Interessante ver o Conselho se preocupando com a atualização, ao invés de ser apenas um órgão fiscalizador que ou você vai até ele ou é punido. Pelo que eu soube, a iniciativa estenderá para outras empresas, o que permite aos profissionais um bom atendimento.” – João Rafael Perroni

“Eu gostei de ter o CRQ no Cenpes por conta da praticidade. Estou para trocar meu nome de casada há muito tempo, porém a distância do Centro me impedia.” – Fabiane da Silva Macedo

* Confira o Informativo do CRQ-III para saber mais sobre este e outros assuntos