Descoberta promete revolucionar tratamento contra o Câncer

Os químicos do Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve foram liderados por Wolfgang Link, Bibiana Ferreira e Susana Machado. A descoberta foi publicada no artigo da Revista científica PLOS ONE, uma das mais conceituadas mundialmente, nas áreas de ciências e medicina.

A equipe apresentou a descoberta do “LOM612”. O composto químico pode ser utilizado como um potente realocador das proteínas ‘Foxo’, que funcionam como proteínas supressoras e surgem, normalmente, inativas em tumores humanos. Além desta relação com o câncer, a variação genética é constantemente associada à longevidade humana.

Devido ao seu efeito antiproliferativo nas células cancerígenas, os pesquisadores concluem que a ativação das proteínas ‘Foxo’ através de fármacos pode ser vista como uma nova abordagem terapêutica para o tratamento do câncer e de doenças relacionadas com o avanço da idade.

O Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve é uma unidade de pesquisa e desenvolvimento em ciências biomédicas cujos principais objetivos são a formação avançada de recursos humanos, investigação da etiologia da doença e consequente implementação de estratégias de combate à doença ao nível da prevenção, diagnóstico e terapêutica.

* Confira o Informativo do CRQ-III para saber mais sobre este e outros assuntos