Grupo de cientistas descobrem molécula de carbono com seis ligações

Liderados por Moritz Malischewski, cientistas confirmaram a existência de uma molécula de carbono que pode formar 6 ligações – o que significa o fim da Teoria da Tetravalência do Carbono.

Em 1973, investigadores alemães da Universidade Livre de Berlim (ALE) propuseram que poderia ser teoricamente possível criar uma molécula de carbono com seis ligações, usando “hexametilbenzeno”. O anel hexagonal plano consiste em seis átomos de carbono (cinzentos), que se ligam a seis “braços” de carbono extra e aos átomos de hidrogênio (brancos).

Os átomos de carbono formam uma ligação com três outros átomos de carbono ou uma ligação com um carbono e três átomos de hidrogênio. Em uma ligação típica são compartilhados dois elétrons – um de cada átomo. Os elétrons restantes que não são compartilhados permanecem no meio do anel para reforçar as ligações existentes.

No passado, os cientistas alemães questionaram o que ocorreria se a molécula de “hexametilbenzeno” perdesse dois elétrons. Os especialistas sugeriram que a molécula seria forçada a formar uma versão menos estável, positivamente carregada, de si mesma, que basicamente resultaria numa espécie de pirâmide.

Molécula de hexametilbenzeno

Molécula de hexametilbenzeno

Como o composto só é estável quando criado em ácido extremamente potente, não existia confirmação da forma da molécula. A equipe de cientistas tentou sintetizar uma molécula de “hexametilbenzeno” para confirmar a sua estrutura. Assim que o composto cristalizou, a equipe usou raios-X para criar um modelo 3D, e descobriu que dois elétrons tinham sido empurrados para fora da estrutura, o que mudou radicalmente o seu interior. Um átomo de carbono saltou do anel e adquiriu uma nova posição no topo, mudando a forma hexagonal numa pirâmide de carbono de cinco lados.

O resultado foi que o carbono em cima da pirâmide estava ligado a seis outros átomos de carbono – cinco no anel abaixo, e um acima. Agora, os especialistas têm a certeza de que a ligação de carbono é muito mais complexa e que há a possibilidade de existirem estruturas moleculares ainda desconhecidas.

Pirâmide de carbono de cinco lados

Pirâmide de carbono de cinco lados