Momento Q no Rio de Janeiro acontece no teatro Carlos Gomes com palestra e homenagens

Em meio às atividades realizadas em todo o país pelos Conselhos Regionais com o apoio do Conselho Federal de Química, a edição do Momento Q no Rio de Janeiro aconteceu na noite de quarta-feira, 26, no palco do Teatro Carlos Gomes, no centro da cidade, e trouxe de São Paulo a Engenheira Química e consultora nos setores de Químicos & Materiais e Cuidados Pessoais Juliana Bondança Pereira, como parte das atividades oferecidas pelo CFQ.

Com o tema “Como a tendência aos naturais tem impactado o mercado brasileiro de ingredientes”, a palestrante fez uma análise de mercado tanto em aspectos relacionados à matéria-prima quanto ao produto acabado. O foco ficou nas principais tendências, desenvolvimentos e oportunidades deste mercado e nos impactos das mudanças no consumo em cada categoria de ingredientes, com abordagem em reformulações, substituições de ingredientes e previsões de crescimento para os próximos anos.

O evento teve representatividade acadêmica e profissional, com as presenças na abertura do professor Sérgio de Paula Machado, que representou o Instituto de Química da Universidade Federal do rio de Janeiro (UFRJ); o professor e conselheiro do CRQ-III Antonio Carlos Moreira da Rocha, representando o Instituto de Química da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); de Beatriz Luz, engenheira química e fundadora da Exchange for Change Brasil, a primeira plataforma de consultoria especializada em economia circular no país, e de Caio Meira, que representou a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ).

O professor Sérgio Machado afirmou sua esperança em novos tempos com o envolvimento do Conselho Federal de Química nas atividades dos regionais.

“A oxigenação do Sistema CFQ/CRQs era algo que não havia visto, em mais de 30 anos de profissão. Apesar do grave momento que atravessamos, ver o Sistema renovado e participativo aumenta as esperanças de que o profissional da Química tenha o reconhecimento que merece pela sociedade”, disse.

E reconhecimento também fez parte da programação: após a palestra e as perguntas seguintes, o CRQ-III fez a entrega dos certificados de serviço relevante prestado ao país, concedido pelo CFQ aos ex-conselheiros.

Em seguida, o CRQ-III abriu espaço ao Sindicato dos Químicos e Engenheiros Químicos do Estado do Rio de Janeiro (SQEQ/RJ) para, juntos, prestarem homenagens a profissionais da Química e de outras profissões pelas contribuições à área da Química.

O presidente do CRQ-III, Rafael Almada, destacou a importância de lembrar da história da Química para construir novos caminhos.

“O CRQ-III tem se esforçado para inovar, com o objetivo de atender cada vez melhor aos profissionais e empresas da Química no estado do Rio de Janeiro, temos nos aproximado das universidades para reforçar junto aos estudantes a importância do Sistema CFQ/CRQs para a sociedade. A Química está em tudo o que usamos e consumimos e estes profissionais têm que ser reconhecidos. E contamos agora com um CFQ participativo, que trabalha junto com os regionais para consolidar este protagonismo. Mas não podemos esquecer de quem fez todo o caminho para que hoje estejamos aqui, e homenagear os pioneiros é a melhor forma de honrar seu trabalho.”, afirmou Almada.

E o próprio presidente foi um dos homenageados da noite. Rafael Almada recebeu, das mãos do presidente do SQEQ/RJ, Luiz Rodolfo de Aragão Ortiz, a Retorta de Ouro como ‘Químico do Ano’.

Fotos: Thelma Vidales