Nota Técnica do CRQ-III sobre a crise hídrica no Rio de Janeiro

Devido à grave crise hídrica que Rio de Janeiro vivencia, nos últimos dias, com a alteração dos parâmetros de qualidade da água que abastece grande parte da Região Metropolitana, fornecida pelo sistema Guandu, de responsabilidade da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), o Conselho Regional de Química – Terceira Região informa que tem mantido constante atividade em relação ao problema.

Desde o início da crise, o CRQ-III se colocou à disposição da empresa e das demais autoridades e planejou suas atividades:  nos dias 23 e 25 de janeiro, a fiscalização do CRQ-III fez vistoria no Laboratório de Controle de Qualidade da Água e na Estação de Tratamento de Água, respectivamente. Nas vistorias não foram identificadas inconformidades e a análise de geosmina, que não era rotina da Cedae e era realizada por empresa terceirizada, foi implementada no laboratório da Companhia.

Ainda houve duas ações importantes: a primeira foi esclarecer à população os efeitos das alterações de cor, sabor e odor da água e como permitir de forma rápida gerar ferramentas de amenizar estes efeitos. O segundo movimento foi mobilizar a Câmara Técnica de Meio Ambiente da nossa autarquia para produzir uma nota técnica aos profissionais da Química.

Confira aqui a Nota Técnica produzida pela CTMA.