ATENÇÃO! Devido à situação de pandemia de Covid-19, alguns serviços tiveram seu procedimento alterado temporariamente para o atendimento online. Confira aqui.

Cuidados – Empresário em serviços de entrega ou retirada de alimentos

Que cuidados um empresário em serviços de entrega ou retirada de alimentos deve tomar para:

Evitar ser contaminado

  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos;
  • Usar frequentemente álcool 70% nas mãos após tocar em superfícies de equipamentos, utensílios e materiais coletivos utilizados no serviço de entrega;
  • Evitar tocar rosto, coçar olhos ou nariz e colocar mão na boca; e, caso seja necessário, lavar as mãos com água e sabão e, se possível fazer assepsia com solução de álcool 70%;
  • Usar EPIs como máscaras e luvas, seguindo orientações sobre uso e descarte;
  • Limpar frequentemente as superfícies de trabalho e pontos de contato com materiais utilizados no serviço de entrega;
  • Manter distanciamento social (de 1,5 a 2 m) entre pessoas na entrega dos alimentos, evitando contato próximo com qualquer pessoa com sintomas de doenças respiratórias, como tosse e espirros.

Proteger seus funcionários de possível contaminação

  • Elaborar instruções escritas (folhetos, boletins e cartazes) e protocolos padronizados para orientar todos os colaboradores sobre como evitar a propagação do novo coronavírus;
  • Manter visível quadro informativo de sintomas da Covid-19 (febre, cansaço, falta de ar, dor de garganta, dificuldades respiratórias, perda de paladar ou olfato, tosse de qualquer tipo e não apenas seca), de forma que funcionários possam reconhecer sintomas e procurem atendimento e testes médicos, para minimizar o risco de infectar outros colaboradores;
  • Recomendar que o funcionário, se perceber sintomas da Covid-19, comunique à chefia imediatamente. E conceder o afastamento de 14 dias recomendado pelo Ministério da Saúde.

Orientações

  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos;
    Fornecer e recomendar o uso frequente de álcool 70% nas mãos após tocar em superfícies de equipamentos, utensílios e materiais coletivos utilizados no serviço de entrega;
  • Fornecer EPIs como máscaras e luvas para todos os colaboradores, em quantidade suficiente para trocas diárias e uso nas operações de serviço de entrega de alimentos;
  • Limpar frequentemente superfícies de trabalho e pontos de contato com materiais utilizados no serviço de entrega;
  • Evitar tocar o rosto, coçar olhos ou nariz e colocar a mão na boca e, caso seja necessário, lavar as mãos com água e sabão, além de fazer assepsia com solução de álcool 70%;
  • Respeitar o distanciamento social (de 1,5 a 2 m) entre pessoas na entrega de alimentos, evitando contato próximo com qualquer pessoa com sintomas de doenças respiratórias, como tosse e espirros;
  • Prover condições adequadas para entregadores, com folder informativo sobre cuidados higiênicos com veículos, suportes e embalagens de entrega, assim como cuidados higiênicos no ato de entregar;
  • Entregadores devem receber desinfetante para as mãos à base de álcool, e toalhas de papel e desinfetante para superfícies;
  • Insumos, matérias primas, notas fiscais e documentos devem estar em embalagem plástica transparente e ser desinfetados antes da entrega na empresa, para serem abertos por funcionário treinado e protegido, seguindo normas estabelecidas.

Evitar que consumidores sejam contaminados

  • Garantir que o Sistema de Gestão da Segurança dos Alimentos esteja funcionando conforme orientações da ANVISA, onde programas de pré-requisitos (BPM – Boas Práticas de Manipulação) devem ser trabalhados com rigor, para garantir a segurança dos alimentos e, principalmente, a segurança dos consumidores.

Orientações

  • Orientar entregadores sobre a necessidade de: distanciamento físico ao recolher e repassar entregas a clientes, manter alto grau de limpeza pessoal e usar roupas de proteção limpas;
  • Entregadores devem manter as superfícies de contato no transporte limpas e desinfetadas;
  • Alimentos devem ser embalados, separados e protegidos contra contaminação;
  • Regular o número de clientes que entram na loja para evitar aglomeração;
    Colocar avisos nos pontos de entrada para solicitar distanciamento social e higiene frequente de mãos;
  • Colocar avisos nos pontos de entrada para solicitar que clientes não entrem na loja se apresentarem sintomas da Covid-19;
  • Controlar filas mantendo o distanciamento físico, tanto dentro como fora de lojas, com marcações no piso dentro da loja;
  • Fornecer desinfetantes para mãos, desinfetantes em spray e toalhas de papel descartáveis em pontos de entrada;
  • Exigir o uso de máscaras para o acesso à loja;
  • Priorizar o pagamento por aplicativo ou site;
  • No caso de pagamento fora de aplicativo ou site, orientar para uso de pagamento eletrônico, com cartões de débito e crédito, para diminuir o contato;
  • Embalar a máquina de cartão com plástico, para higienização após utilização.