CRQ-III amplia seu nível de transparência

O Conselho Regional de Química – Terceira Região (CRQ-III) vem realizando uma série de ações a fim de ampliar a transparência dos atos e atendimento pleno a todas as exigências legais, e uma dessas ações é o novo Portal da Transparência.

A ferramenta atende à Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação), que normatiza os artigos 5º e 37 da Constituição Federal ao estabelecer que todas as informações disponíveis em qualquer entidade pública sejam disponibilizadas na internet, com exceção apenas de documentos oficialmente declarados como sigilosos.

O novo Portal tem visual mais claro, com ferramenta de busca mais prática e a disposição das informações em formato mais objetivo, além de conter mais informações sobre os membros da autarquia.

“Estamos em busca da transparência total, pois queremos que os profissionais e as empresas registradas no CRQ-III, e toda a sociedade, fiquem cientes da aplicação dos recursos e também saibam porque um conselho profissional é importante. Nossa prestação de contas está toda ali e não se resume a finanças, mas tem todas as nossas ações e atividades.”, explicou o presidente do CRQ-III, Rafael Almada.

Recentemente, outra conquista importante foi a adesão ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção. Agora, todos os sítios eletrônicos do Conselho exibem o selo e-Prevenção, um sistema de autosserviço em auditoria que permitirá avaliar as boas práticas de prevenção à corrupção e ter acesso a sugestões para a implementação de melhores condutas.

A plataforma é uma iniciativa da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), com coordenação e execução da Rede de Controle nos Estados, patrocinada pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU), e oferece a cerca de 18 mil organizações públicas a oportunidade de se autoavaliarem quanto às suscetibilidades à fraude e à corrupção.

“Essa é uma conquista e um dever de todos nós. Como gestores públicos, temos que priorizar condutas que expressem a ética e a responsabilidade em todos os nossos processos diários.”, afirmou Almada.

E a autarquia ainda prepara outro passo muito importante: em breve, passará a contar o setor de Ouvidoria que vai integrar o Sistema e-Ouv, Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal desenvolvido pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União e utilizado por diversos órgãos e entidades para receber e tratar manifestações.

Assim, o CRQ-III apresenta suas ações para a sociedade, a fim de aumentar a transparência e contribuir com o controle social.