CRQ-III e Alerj alinhados a favor da Química

O presidente do Conselho Regional de Química – Terceira Região, Rafael Almada, reuniu-se nesta quarta-feira, dia 03 de março, com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado estadual André Ceciliano.

O encontro teve como pauta principal os impactos na indústria química e, consequentemente, na economia do estado do Rio de Janeiro, da possível aprovação da medida provisória n.º 1.034/2021– proposta do governo federal que extingue o Regime Especial da Indústria Química (REIQ).

O REIQ, que existe desde 2013, é uma medida de desoneração de PIS/COFINS sobre a indústria química de 1ª e 2ª gerações, responsável pela produção de matérias-primas para os demais elos da cadeia produtiva. Sua extinção, segundo a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), ameaça o fechamento de até 80 mil postos de emprego no país. Os impactos são estimados em R$ 7,5 bilhões em produção e em R$ 2,5 bilhões de valor adicionado.

“O Sistema CFQ/CRQs tem se posicionado contra essa medida, juntamente com muitas outras entidades, todos preocupados com o cenário econômico e social que pode se agravar ainda mais se essa medida for aprovada. E a participação do legislativo estadual e federal é crucial para garantir que a sociedade não seja ainda mais prejudicada, além de todo o sofrimento que já enfrentamos com a pandemia.”, afirmou Almada.

Com o fim do REIQ, além da perda de empregos, os produtos de consumo cotidiano, como saneantes e artigos de higiene pessoal, terão seus preços majorados e seu uso dificultado por conta da elevação dos tributos.

O presidente do Conselho Regional de Química – Terceira Região, Rafael Almada, reuniu-se nesta quarta-feira, dia 03 de março, com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado estadual André Ceciliano.