CRQ-III realiza palestra na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

O presidente do Conselho Regional de Química – terceira Região (CRQ-III), Rafael Almada, apresentou, na terça-feira, 19, palestra institucional na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), na Fundação Oswaldo Cruz, para os formandos do curso técnico de Biotecnologia da instituição.

O encontro faz parte da iniciativa do CRQ-III, dentro do Programa de Registro Provisório para Recém-Formados por intermédio de instituições de ensino, com o qual os futuros profissionais podem solicitar sua licença provisória mediante a adesão da escola ao Programa.

A atividade, iniciada a partir da publicação da Resolução do CRQ-III N. 14, de 1º de fevereiro de 2022, consiste em oferecer a licença provisória aos estudantes do último semestre do curso de formação de cursos cadastrados no Conselho, além de outros benefícios, como 70% de desconto na primeira anuidade e isenção das taxas de inscrição e emissão de carteira.

O projeto estabelece também que o CRQ-III fará, em comum acordo com as instituições de ensino, palestras aos estudantes para a divulgação das atribuições dos profissionais da Química, seus direitos e deveres, bem como os prazos e procedimentos definidos nesta Resolução, além de fornecer orientações e conselhos para os futuros profissionais.

“É sempre interessante ver jovens interessados em conhecer e entender um conselho profissional. Além disso, são potenciais novos profissionais da área da Química, que tem tantos campos de atuação e que pode contribuir com o desenvolvimento socioeconômico de nosso estado e de nosso país.”, comentou o presidente Rafael Almada.

Após a apresentação institucional, Almada respondeu a dúvidas dos estudantes, não apenas sobre o Sistema CFQ/CRQs, mas também sobre os possíveis caminhos profissionais na área da Química. Em seguida, Flávia Coelho Ribeiro, que coordena o curso com a professora Tainah Silva Galdino de Paula, apresentou toda a escola ao presidente.

“Nós da coordenação do curso técnico em biotecnologia da EPSJV/ Fiocruz estamos muito felizes com a formação de mais uma turma. Essa é a primeira turma do curso que conseguiu realizar o estágio no formato presencial devido à impossibilidade no ano passado na pandemia. A adesão dos formandos ao registro do CRQ-III, ainda no período pré-formatura, é importante para que se formem já habilitados e não percam a oportunidade de trabalharem e de concorrerem às vagas de emprego que surjam na área de técnico em Biotecnologia.”, disse Flávia.

A coordenadora explica também que a formação técnica em biotecnologia é de suma importância para o SUS, especialmente agora nesse contexto sanitário.

“Muitos dos nossos alunos egressos da primeira turma em 2021 tiveram a oportunidade de trabalhar em Bio-Manguinhos para a produção da vacina e kits de diagnóstico para a COVID-19. E acredito que não será diferente este ano. Esses técnicos sempre são demandados nas áreas de produção de desenvolvimento tecnológico.”, finalizou.